“Ele não sabia que era impossível. Foi lá e fez.” – Jean Cocteau


Esses dias essa frase voltou a minha cabeça. Nem me lembro ao certo quando foi que a ouvi, mas lembro que eu era nova e não entendi o sentido dela.

Hoje em dia, essa é uma das citações “clichês” que mais me motiva.

O que significa? Basicamente empreender seguido de inovar, realizar… Isso, claro, com objetivo, metas de conclusão, pois nada pode ser feito sem isso (“foi lá e fez” e realizou, e concluiu).

Nós somos as pessoas que colocamos o bloqueio do impossível em nossas mentes, mas nada é impossível. Todos nós temos a chance de modificar as coisas para melhores condições com planejamento e com o objetivo necessário para concluir projetos e obter um novo resultado. Todos nós também temos condições de mudar o rumo, as direções e, por que não, mudarmos as nossas vidas.

Depois de algumas leituras e experiências, aprendi que o ser humano tem medo de mudanças, de arriscar uma estabilidade, medo do novo. Isso muitas vezes nos leva a estagnar objetivos, ou a esquecer dos sonhos por serem difíceis de concluí-los.

O ato de acomodar tem inúmeros significados dentre os quais eu ilustro com as palavras: sossegar, concordar, adaptar, aquietar, deitar, anuir, ceder, resignar-se, etc. “Acomodar” é conformismo, é aceitar a situação do jeito que está, ainda que ruim, por acreditar que não pode melhorar. Aí eu pergunto, há como melhorar se não corrermos atrás do prejuízo para saná-lo? Há como prosperar sem sair do lugar, da zona de conforto e buscar o que se quer?

Sem perdas não existe ganhos, desistir de algumas coisas na vida é fundamental para que se conquistem outras. Não é sempre que poderemos arcar com as duas opções, uma hora uma delas se volta contra nós e seremos obrigados a escolher.

Daí eu entro com o famoso e velho dito popular: “Quem não arrisca não petisca”.

Ilustrando "A Flor e a Náusea" do Drummond

É incrível observar quantas pessoas ficam paradas e esperando o impossível acontecer; esperando que as coisas surjam do nada sem que se busque por elas, sem que se empenhe em conquistá-las. Em raríssimos casos essas coisas acontecem, Deus não consegue executar um milagre do céu sem que o homem o auxilie na terra.

 Todos nós temos o dom de realizar, de ir lá e fazer acontecer. O impossível é uma barreira que nos impomos a todo o momento para direcionarmos os nossos medos para outro lugar.

Prosperar é um ato digno de TODAS as pessoas, por menos privilegiadas que tenham nascido, para tanto, é necessário que a pessoa levante, sacuda a poeira para dar a volta por cima, não se esquecendo dos princípios, do respeito e da ética, claro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s